PlanejamentoProjeto

Planejamento de obras em BIM é o futuro da construção civil

By 31 de janeiro de 2020 No Comments

O planejamento de uma obra fica muito mais prático com a metodologia BIM (Building Information Modeling). Esse método utiliza softwares específicos para criar um modelo tridimensional do projeto. Assim, todos os profissionais envolvidos conseguem trabalhar de forma colaborativa, o que pode economizar tempo e recursos financeiros.

Como o BIM é usado na construção civil

O BIM integra todas as ferramentas de planejamento, isto é, todos os documentos necessários para o andamento de uma obra. Entram aí a planta arquitetônica, os desenhos dos sistemas hidráulico e elétrico e assim por diante. Esses elementos ficam disponíveis numa espécie de maquete digital da edificação.

A principal vantagem de reunir o conteúdo numa única plataforma é ter uma ideia muito mais clara do progresso do trabalho. Por exemplo, dá para fazer simulações de logística de canteiro, prevendo quantos colaboradores serão necessários e onde cada máquina ficará posicionada. Isso previne acidentes de percurso.

O modelo 3D também permite integração com o cronograma. Dessa maneira, consegue-se programar melhor a entrega dos materiais – afinal, é preciso seguir um passo de cada vez. Enquanto as paredes ainda estão sendo erguidas, não vale a pena encomendar o piso. Porém, é necessário instalar o piso antes de mobiliar o escritório.

Ou seja: cada fase da obra tem um período certo para acontecer. E o BIM ajuda a manter o controle das etapas.

O procedimento acontece graças a softwares como o Navisworks, da Autodesk. O programa compila dados sobre o projeto e, a partir daí, gera a simulação digital. O engenheiro responsável obtém informações precisas sobre a quantidade de material necessária e o tempo que levará para a empreitada ficar pronta.

Vantagens do BIM numa obra

Se você ainda não se convenceu da importância do BIM para a construção civil, aqui vão mais três vantagens. Perceba:

  1. Facilidade de compreensão

A visualização sequencial do projeto permite entender melhor o progresso da obra. Também é possível detectar interferências de uma especialidade na outra.

Por exemplo, se houver alteração nas plantas de elétrica de uma cozinha industrial, as tomadas vão mudar de lugar. Isso impacta diretamente a instalação do maquinário e a disposição dos móveis. No modelo 3D, o arquiteto pode prever os ajustes antes que a mobília sob medida seja encomendada.

  1. Custos reduzidos

Como todas as variáveis são simuladas antes da execução, o risco de erros operacionais cai drasticamente. Logo, a equipe não precisa incorrer no famigerado retrabalho – a correção de uma falha que ela mesma cometeu. Isso diminui o desperdício de material, gerando uma economia vantajosa.

  1. Obra dentro do prazo

O modelo BIM reúne dados precisos sobre cada etapa do projeto. Por consequência, pode-se calcular precisamente quantos dias serão necessários para a conclusão do empreendimento. Acabam-se os atrasos para a entrega do prédio.

Em resumo, BIM é o futuro da construção civil. Se a empreiteira usa técnicas mais antigas, isso pode indicar prejuízo para o seu bolso.

Nós, da Sulpply Engenharia, acreditamos que é possível unir qualidade, rapidez e orçamento justo para nossos clientes. Por isso, utilizamos a metodologia BIM em nossos projetos. Entre em contato conosco e saiba como nossos profissionais podem ajudar você.

Facebook Comments