Normas TécnicasPlanejamentoProjeto

Fachada de vidro: é preciso seguir a norma técnica

By 28 de janeiro de 2020 No Comments

Muitas construções recentes utilizam vidro na fachada. Esse elemento confere um ar moderno à edificação, além de contribuir para a luminosidade interna.

Porém, o uso do material não pode ser feito de qualquer jeito. Deve-se atender às especificações da NBR 7199. Esse é um cuidado essencial para evitar acidentes após a obra. Continue conosco e entenda o caso.

NBR 7199 – Vidros na construção civil

A NBR 7199:2016 é uma publicação da Associação Brasileira de Normas Técnicas. O texto traz especificações para o projeto, a execução e as aplicações de vidro na construção civil. Qualquer empreendimento que utilize esse material deve ter as diretrizes da ABNT como base.

E é fácil entender por quê. O vidro comum não resiste às intempéries, como chuva forte e granizo. Até mesmo oscilações de temperatura podem trincar uma peça. Logo, não dá para utilizar qualquer vidraça na área externa de um prédio. É necessário encontrar opções resistentes a impacto para garantir a segurança das instalações.

A NBR 7199 trata justamente disso. Por exemplo, o documento classifica os diferentes tipos de vidro. Existem o vidro laminado (envolvido por uma película plástica), o vidro aramado (com uma rede metálica incorporada à massa) e o vidro insulado (uma mistura dos dois). Essas são as variedades indicadas para coberturas, marquises, claraboias, guarda-corpos e fachadas inclinadas.

A atenção também se estende às aberturas. Portas, vitrinas e divisórias, quando estiverem numa altura de até 1,1m em relação ao chão, devem ser revestidas com vidro especial. Pode ser uma das alternativas acima ou, então, o vidro temperado (que passa por um processo químico, a têmpera, para ficar mais resistente). Isso vale para todos os pavimentos da edificação.

Além de indicar os materiais mais adequados, a norma técnica ainda ensina a metodologia de cálculo para a espessura do vidro. Levam-se em conta fatores como a pressão do vento, as dimensões de cada chapa e a quantidade de apoios disponíveis na estrutura. Assim, evitam-se prejuízos decorrentes de rachaduras e estouros.

Importância da norma técnica para uma fachada de vidro

Já deve ter ficado bastante claro o motivo para seguir a NBR 7199 à risca, né? Estamos falando de vidro, um objeto cortante, capaz de causar muito estrago após um acidente. Portanto, a equipe responsável pelo projeto deve investir em produtos de qualidade, que sejam adequados para a edificação.

Talvez o vidro comum custe menos, mas empregá-lo na fachada é correr risco. Em pouco tempo, as chapas vão trincar e precisarão ser substituídas. Melhor adequar-se às diretrizes técnicas desde a construção, o que assegura maior vida útil para os revestimentos. Lembre-se: quando falamos em despesas, devemos pensar na economia de longo prazo, não apenas no que é mais barato hoje.

Essa postura também inclui outros itens importantes de vidraçaria, como os calços de borda, as folgas laterais e as borrachas de vedação. Está tudo explicadinho na NBR 7199.

Ao contratar uma empresa de engenharia, tenha certeza de que os profissionais respeitam as normas técnicas. Essa é a segurança de um trabalho bem feito.

Precisa de um orçamento? Entre em contato com a Sulpply Engenharia. Teremos satisfação em atender você.

Facebook Comments