Projeto

Diferenças entre pré-projeto, projeto legal e projeto executivo

By 4 de dezembro de 2019 No Comments

Uma obra de engenharia passa por diversas etapas. Por exemplo, existem diferentes versões do projeto que devem ser apresentadas ao longo do processo. Hoje vamos explicar as características do pré-projeto, do projeto legal e do projeto executivo. Fique conosco e entenda a importância de cada um deles.

Pré-projeto ajuda a prever os custos da obra

O pré-projeto, ou anteprojeto, reúne os elementos preliminares da obra. Essa é a hora de desenhar a planta da edificação para identificar quais serão as necessidades futuras.

Talvez seja preciso elaborar um estudo topográfico do terreno. Se o relevo for muito acidentado, a equipe terá que providenciar a terraplanagem antes da construção.

Questões como rede hidráulica e fiação elétrica também são projetadas nesse ponto. A ideia é prever a quantidade de material necessária para a execução da obra, bem como quais serão os profissionais envolvidos.

Tudo isso colabora para a análise de custos. Pode ser que o desenho inicial extrapole o orçamento disponível. Nesse caso, ainda dá tempo de realizar ajustes – substituição de materiais, simplificação da estrutura etc.

Porém, vale lembrar que o pré-projeto estipula apenas uma previsão de gastos. Recomenda-se ter um fundo de reserva para cobrir eventuais despesas de emergência.

Projeto legal é indispensável para obtenção do Habite-se

O projeto legal, também chamado de projeto de aprovação, deve ser enviado à prefeitura do município. Somente assim há autorização para o início da obra.

O documento contém informações relativas a área a ser construída, volumetria e outros aspectos técnicos. Esses dados são avaliados pelo órgão responsável, no intuito de verificar se respeitam as normas municipais.

Muitas cidades têm um plano diretor. Nessa situação, há exigências quanto à altura máxima dos edifícios em cada bairro, ou à distância de recuo entre a entrada do prédio e a calçada. Essas regras precisam ser respeitadas.

Caso haja irregularidades no projeto de aprovação, a prefeitura solicitará mudanças ao profissional responsável. Apenas quando tudo estiver nos conformes é que a obra pode começar.

Importante: tudo que for definido nessa fase deve ser cumprido à risca. Uma edificação que apresente diferenças em comparação ao projeto legal poderá ser embargada. O município não libera o Habite-se e, assim, o empreendimento não tem licença para abrir ao público.

Projeto executivo orienta a equipe durante a construção

Por fim, tem-se o projeto executivo. Essa é a versão que guia o trabalho de toda a equipe envolvida na obra. Isso porque existe um maior nível de detalhamento dos componentes.

O documento contém o chamado memorial descritivo, com as recomendações para a correta execução do trabalho. Há as especificações técnicas dos materiais, os cortes (representações gráficas dos objetos) e até a lista de equipamentos que serão empregados no canteiro.

Outras funções executivas, como o cronograma da obra e a planilha de orçamento, também podem entrar nesse projeto. Quanto mais informações à disposição da equipe, mais fácil é executar a empreitada conforme o planejado.

Entendeu as diferenças entre pré-projeto, projeto legal e projeto executivo? Então aproveite para conferir outros posts do nosso blog. Toda semana, a Sulpply Engenharia traz novidades para quem quer construir ou reformar. Até a próxima!

Facebook Comments